RIO DE JANEIRO - O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou que a rede de operação do sistema elétrico nunca foi atacada por hackers. Além de ser separada da internet, a rede de operações do sistema elétrico funciona a partir de comando de voz, e não por meio de senhas, mais vulneráveis à ação de hackers.

A rede corporativa, porém, onde circulam dados e informações sobre o sistema, foi sim, invadida, mas sem danos ou consequências para o sistema elétrico, segundo o ONS. Foram contratados especialistas para evitar a invasão dos hackers via site ou rede interna.

Por meio da assessoria de imprensa, o ONS informa que, mesmo que os hackers viessem a alterar dados, as mudanças seriam facilmente detectadas por quem opera o sistema e já está familiarizado com as informações.

Reportagem do jornal Folha de São Paulo, publicada nesta segunda-feira, revela que o ONS apresentava até a última quinta-feira vulnerabilidades em seu endereço público na internet. As falhas teriam sido corrigidas na sexta-feira, três dias depois do apagão que deixou boa parte do país às escuras.

Leia mais sobre: Energia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.