SÃO PAULO ¿ O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) registrou neste ano um aumento de 29% no número de apagões graves em relação ao ano passado. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.


Segundo levantamento feito pelo jornal com base em boletins do ONS, em 2009 foram registrados 62 desligamentos significativos, com cortes superiores a 100 MW (o equivalente ao consumo médio de uma cidade de 400 mil habitantes). O valor é a referência máxima utilizada pelo órgão.

De acordo com a reportagem, constam nos relatórios do ONS dois desligamentos envolvendo linhas de transmissão da usina de Itaipu, que não geraram consequencias aos consumidores. A maioria dos apagões registrados este ano duraram mais de uma hora e ainda não tiveram suas causas esclarecidas.

Ouvido pelo jornal, o ONS afirmou que o aumento no número de apagões pode ser explicado pela recente inclusão de Acre e Rondônia no Sistema Interligado Nacional (SIN). As linhas de transmissão destes Estados, segundo o órgão, são novas e sujeitas a falhas.

Ainda segundo o ONS, os apagões, em geral, foram localizados, de curta duração e associados aos sistemas das empresas distribuidoras.

Na terça-feira, um blecaute deixou 18 Estados brasileiros às escuras, depois da queda de três linhas de transmissão que recebem energia produzida pela usina hidrelétrica de Itaipu e a transmite às regiões Sul e Sudeste. O apagão teve início às 22h13 e, segundo Itaipu, a situação foi normalizada por volta das 5h.

Veja o infográfico

Leia também:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.