O assessor especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, rebateu hoje críticas da oposição no episódio do apagão ocorrido na noite de ontem e na madrugada de hoje, que atingiu 18 Estados brasileiros.

À imprensa, Garcia afirmou que o ocorrido foi um "acidente" e espera que a oposição explore o assunto eleitoralmente. "É exatamente o que eu quero. Não quero outra coisa", afirmou.

"Nosso telhado é muito forte e o deles já não é mais de vidro, porque quebrou em grande parte", disse ele, ao se referir ao racionamento de energia de 2001 e aos apagões que ocorreram durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, do PSDB. Ele insistiu que a imagem da candidata do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a eleição de 2010, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, não sairá arranhada desse episódio, que foi provocado por um "acidente".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.