Eletrobrás investe menos da metade da verba em energia

O Grupo Eletrobrás, que controla grande parte dos sistemas de geração e transmissão de energia elétrica do Brasil, investiu, até o fim de setembro, 48% da verba prevista no orçamento do ano, tanto para geração quanto para transmissão. No total, o orçamento prevê R$ 7,2 bilhões em investimentos. As informações são do jornal ¿Folha de S. Paulo¿.

Redação |

  • Para Dilma, novos apagões não estão descartados
  • Veja o especial do iG sobre o apagão
  • Internautas relatam o apagão pelo País
  • Relembre os maiores blecautes das últimas décadas pelo mundo
  • Fotoshow: veja imagens do blecaute pelo País
  • A Eletrobrás é a empresa controlada pelo governo que detém metade do capital da Itaipu, desligada totalmente pela primeira vez na história durante o apagão que atingiu 18 Estados nesta semana.

    A empresa prevê que, até o fim de ano, executará de 70% a 80% do orçamento. Segundo a estatal, a execução depende de fatores como "procedimentos legais e ambientais que necessitam ser cumpridos". Como exemplo cita a usina Angra 3, cuja construção deveria começar em março, mas, devido à espera pelo licenciamento ambiental, só iniciou em outubro.

    Nos últimos nove anos, os investimentos da Eletrobrás ficaram abaixo de 0,5% do PIB (Produto Interno Bruto). Em 2000, um ano antes do maior apagão energético do país, as aplicações no setor foram equivalentes a 0,18% do PIB.

    Veja o infográfico

    Leia mais sobre: apagão


      Leia tudo sobre: apagãoenergiaenergia elétricaluz

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG