Apagão: usina própria garante operações do Porto de Santos

Abastecido em grande parte pela energia produzida em sua própria hidrelétrica, a usina de Itatinga, o Porto de Santos não foi muito prejudicado nas seis horas em que Santos e Guarujá ficaram sem eletricidade. A usina de Itatinga fica em Bertioga e tem capacidade de produzir 15 megawatts.

Agência Estado |

A Codesp alega que a produção de Itatinga durante o apagão foi de 12 megawatts por causa de um problema com a interligação com a CPFL Piratininga. A estatal orientou aos arrendatários a os "gastos supérfluos" de energia. Assim, foi possível manter o fornecimento para as operações portuárias.

    Leia tudo sobre: apagãoapagão energéticoeconomia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG