Ao votar, Iris diz que Marconi `quebrou o Estado¿

Além de afirmar que gestão tucana `estrangulou Goiás¿, peemedebista acusa tucano de `prometer e não cumprir¿

Rodrigo Viana, iG Goiânia |

Logo chegar para votar, o candidato Iris Rezende (PMDB) aproveitou para criticar Marconi Perillo:

“Goiás sabe quem promete e não cumpre e quem quebrou o Estado. O chamado Tempo Novo (slogan da campanha de Marconi em 1998) estrangulou Goiás”, disparou o peemedebista contra o tucano.

Já Vanderlan Cardoso (PR) também mirou Marconi, ao afirmar que trabalha para entregar o Estado em boas condições, diferente de quando ganhou as eleições em 2006.

Em Anápolis, terceiro maior colégio eleitoral de Goiás, três pessoas foram detidas por distribuir material de campanha antes da abertura dos locais de votação.

Em Jataí, as principais apreensões foram de carros plotados com os números dos candidatos. Pela Lei, eles precisam ficar a pelo menos 100 metros dos locais de votação.

Em Goiânia, 35 pessoas foram conduzidas à Polícia Federal na madrugada por distribuir santinhos e foram liberadas.

Apesar da Lei Seca não vigorar em Goiânia, a Polícia afirmou que a eleição segue tranqüila, sem transtornos.

Somente em cerca de 60 das 243 cidades goianas vigora a Lei Seca neste domingo.

Em Hidrolândia, única cidade goiana onde acontece a votação por identificação biométrica, as eleições transcorrem normalmente.

Chuvas na madrugada dificultaram viagens dos eleitores para votos em outras cidades.


    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG