Ao menos 63 morrem na Síria durante visita de Kofi Annan

Os Comitês de Coordenação Local detalharam que o maior número de vítimas foi registrado na província de Idlib

EFE |

 Ao menos 63 pessoas morreram pela repressão do regime de Damasco em diferentes pontos da Síria, onde o enviado conjunto da ONU e da Liga Árabe, Kofi Annan, se reuniu neste sábado com o presidente Bashar Al Assad.

Os Comitês de Coordenação Local detalharam que o maior número de vítimas foi registrado na província de Idlib, onde pelo menos 45 pessoas perderam a vida, sendo que 16 morreram em uma emboscada das forças do regime na localidade de Yisr al Shogur.

    Leia tudo sobre: (Urgente) SÍRIA REBELIÃO

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG