André Puccinelli abre mão de sigilos

Em resposta às denúncias de Ary Rigo, governador disponibiliza ao MPE seus dados bancários, fiscais e financeiros

Alessandra Messias, iG Campo Grande |

O governador André Puccinelli (PMDB-MS), candidato à reeleição, informou hoje ao Ministério Público Eleitoral (MPE) que ‘abre mão’ de seus sigilos bancário, fiscal e financeiro.

A atitude de Puccinelli é uma resposta às declarações, transmitidas em vídeo, pelo deputado Ary Rigo (PSDB), que o acusa de envolvimento no esquema que garantiria ao MP uma mesada de R$ 300 mil e de R$ 900 mil aos desembargadores do Tribunal de Justiça.

A receita total dividida entre os poderes era de R$ 2 milhões, provenientes do repasse do duodécimo feito pela Assembléia Legislativa ao governador.

André enviou um documento ao MPE, destacando que sua decisão é “em abono ao interesse público, à moralidade, à transparência e a preservação da honorabilidade do sobrenome Puccinelli”.

O teor do documento informa as declarações de renda entre 1997 e 2007, os extratos de movimentação bancária em quatro instituições financeiras do mesmo período e a declaração anual do produtor de 1996 a 2007. Todos os dados foram entregues ao MPE.

Em nota, Puccinelli “reafirma a entrega de todos os documentos e abro mão, novamente, do meu sigilo bancário, fiscal e financeiro de qualquer período de minha vida pública até esta data”.

O governador apresentou interpelação judicial contra o deputado Ary Rigo (PSDB) argumentando que as afirmações feitas por Rigo em vídeo “representam ofensa direta à moralidade da administração pública estadual, tanto no que se refere à atuação do Poder Executivo quanto do Poder Judiciário”.

Rigo terá 48 horas para prestar esclarecimentos sobre as declarações.


    Leia tudo sobre: Eleições MSEleições Puccinelli

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG