Aliados de Iris se envolvem em crimes eleitorais

Ocorrências policiais prejudicam imagem da campanha de ex-governador peemedebista no dia da eleição

Rodrigo Viana, iG Goiânia |

No dia das eleições, dois dos principais aliados do candidato derrotado Vanderlan Cardoso (PR), Marcus Vinícius Faria e Ernesto Roller se envolveram em polêmicas envolvendo crimes eleitorais.

Ambos não chegaram a ser presos e foram liberados, o que não impede que possam se envolver em novas polêmicas no dia de hoje.

A campanha mais prejudicada com os fatos é a de Iris Rezende (PMDB), já que membros da coligação de Vanderlan e do governo estadual apoiam o peemedebista.

O candidato a vice-governador na chapa de Vanderlan, deputado Ernesto Roller (PP),também de envolveu em Incidente. 

Ele teria se envolvido em uma briga com um juiz eleitoral, que teria dado voz de prisão a Roller, que é ex-secretário de Segurança Pública de Goiás. No entanto, ele foi liberado e não chegou a ser preso.

Outro também preso nesta madrugada foi o presidente da Agência Goiana de Comunicação (Agecom), Marcus Vinícius de Faria Felipe.

Ele foi preso nesta madrugada por boca-de-urna e desacato à autoridade, segundo o Ministério Público Eleitoral. Ele foi ouvido na sede da Polícia Federal e liberado.

Segundo nota da Polícia Federal, Marcus Vinícius teria pronunciado palavras de baixo calão dirigidas aos policiais militares que fizeram a abordagem e se negou a apresentar documentos de identificação pessoal.


    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG