Presidente da Agecopa Yênes Magalhães afasta risco de a Capital não participar de evento mundial

Apesar das notícias veiculadas de que a Copa do Mundo de 2014 em Cuiabá poderia estar comprometida, o presidente da Agecopa, Yênes Magalhães, descarta o risco de a Capital ficar de fora do evento.

Magalhães garantiu que as obras estão em pleno andamento e dentro do prazo estabelecido pela Fifa e pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

“As obras do novo Estádio do Verdão, por exemplo, estão adiantadas e a mobilidade urbana dentro do previsto”, assegura.

Para a construção da Arena Multiuso (antigo estádio Verdão), em Cuiabá, já foram gastos R$ 17 milhões este ano dos R$ 342 milhões liberados pelo Governo para a Copa do Mundo.

O engenheiro Marcelo de Oliveira, também assessor técnico do Departamento de Infraestrutura, disse que o canteiro de obras passa para a etapa da fundação.

Várias máquinas como caminhões, patrolas, escavadeiras, pás carregadeiras e esteiras trabalham simultaneamente no local.

Depois da fundação, começa a etapa de instalação dos pórticos e levantamento da estrutura metálica do novo estádio.

Dessa forma, destaca que tudo está dentro do acordado para a realização do evento mundial.

A prioridade no momento, segundo o presidente da Agecopa, é desenvolver principalmente obras de mobilidade urbana como interligação em Cuiabá e Várzea Grande, reforma do Hospital Universitário Júlio Muller.

Outras medidas são a transferência do Terminal André Maggi para a região do Aeroporto Marechal Rondon, construção de pontes, anel viário em Barra do Garças.

Com esse objetivo, o governador Silval Barbosa (PMDB) teve um encontro recente com a bancada federal do Estado, no qual comprometeu a priorizar emendas parlamentares voltadas às obras da Copa.

O valor das emendas, porém, só deverá ser fechado amanhã (quarta, 24), quando se encerra o prazo de destinação de emendas parlamentares do Congresso Nacional para 2011.

Yênes Magalhães afirma que a Agência já tem R$ 2,6 bilhões assegurados pelo Estado, Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Caixa Econômica e BNDES.

O senador Jaime Campos (DEM) anunciou a destinação de R$ 25 milhões para construção de centro de treinamento em Várzea Grande, ontem mantém base eleitoral.

Campos quer que a obra se transforme em um estádio municipal depois da Copa de 2014.

A deputada federal Thelma de Oliveira (PSDB) garantiu destinar a emenda individual para obras de distribuição de água em Chapada dos Guimarães e inclusão digital da Baixada Cuiabana dentro das obras voltadas ao turismo diante da Copa.

A Agecopa é alvo de irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) que revogou um contrato no valor de R$ 1 milhão supostamente superfaturado e determinou que outro não fosse realizado.

O caso, porém, é visto com tranqüilidade por Magalhães.

“Ao assinarmos convênios com o governo federal, o Tribunal de Contas da União e Controladoria Geral fiscalizam e apontam se tiver algo errado. Eles sempre irão nos auxiliar para evitar qualquer irregularidade que possa retardar qualquer projeto”, concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.