Abandono de aliados põe em xeque candidatura tucana

Prefeito de Nova Lacerda Valmir Moretto (DEM) decide abandonar campanha de Wilson Santos

Kelly Martins, iG Cuiabá |

Sobe para nove o número de prefeitos do DEM que abandonaram a candidatura de Wilson Santos (PSDB) ao governo de Mato Grosso e declararam apoio à reeleição do governador Silval Barbosa (PMDB).

A debandada de prefeitos pode ser o “tiro de misericórdia” nas pretensões do tucano de chegar ao Palácio Paiaguás. Ele vem perdendo o apoio de importantes lideranças do interior.

Na semana passada, segundo as pesquisas de intenção de voto, Santos cedeu o segundo lugar para Mauro Mendes (PSB), reduzindo suas esperanças de chegar ao segundo turno do pleito.

A última desistência à campanha tucana foi a decisão do prefeito de Nova Lacerda, Valmir Moretto (DEM) de migrar para a base de apoio de Silval.

O motivo da mudança, segundo Morett, seriam “os importantes investimentos e obras realizadas no Estado durante gestão do peemedebista”.

A campanha do tucano também sofre baixa com o PTB.

Os prefeitos Gercínio Caetano Rosa (Nova Xavantina) e Clóvis Damião (Poconé) se aliaram ao grupo pró-Silval, acompanhando direção tomada por 70% da legenda no Estado. 

Wilson Santos identifica como “o uso da máquina do governo” como causa primordial para as perdas que têm sofrido nos últimos dias. 

“Essas migrações são frutos de negociações lamentáveis do governador. A troco de que está acontecendo essa migração? Acham que é de graça? Por trás de tudo isso tem, sim, negociações do tipo que emporcalham a política”, disparou o candidato do PSDB.

Apesar do momento negativo, o tucano adianta que não pretende pedir a saída dos prefeitos “infiéis” da coligação que apoia, formada pelo PTB, PSDB e DEM.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG