Cerca de oito horas depois do acidente que matou pelo menos três funcionários da plataforma de petróleo, Petrobras não divulgou informações sobre os envolvidos

A Petrobras e a BW Offshore, que opera para a petroleira brasileira o navio-plataforma onde ocorreu uma explosão no início da manhã desta quarta-feira (11), no litoral do Espírito Santo, ainda não divulgaram os nomes das vítimas do acidente.

Por meio de nota, a BW Offshore disse apenas que tem dado apoio aos familiares das vítimas e suporte às autoridades nas buscas dos desaparecidos – seriam seis, segundo informações preliminares.

Leia também
Explosão em plataforma da Petrobras mata três e deixa dez feridos no ES
Após acidente em plataforma da Petrobras, ações da estatal fecham em alta

A explosão no navio-plataforma da Petrobras, no litoral Norte do Estado do Espírito Santo, deixou três mortos e dez feridos. Dos 74 trabalhadores embarcados na hora do acidente, 33 foram resgatados e seis permanecem desaparecidos. Os demais permaneceram no navio.

O acidente ocorreu às 12h50 no navio plataforma FPSO Cidade São Mateus, na região de Aracruz.  A Petrobras informou à ANP uma hora depois do acidente. Não houve derramamento de óleo, o fogo foi controlado horas depois e a plataforma está estabilizada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.