Dilma diz que não fez mau uso de dinheiro público e critica Aécio por aeroporto

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Candidata à reeleição alfinetou seu adversário ao citar a construção de aeroporto em terras de um parente do tucano

Reuters

A presidente Dilma Rousseff, que tenta a reeleição pelo PT, afirmou neste sábado ter uma política de uso “absolutamente correto” dos recursos públicos e alfinetou seu adversário neste segundo turno, Aécio Neves (PSDB), ao citar construção de aeroporto em terras de um familiar do tucano.

Alan Sampaio / iG Brasília
Dilma concede entrevista coletiva antes de embarcar para o RS

“Eu não faço mau uso do dinheiro público. Eu jamais desapropriei um pedaço de uma fazenda de algum familiar meu. Jamais construí um aeroporto nessa fazenda. E jamais peguei a chave desse aeroporto e entreguei para ser gerida por um familiar meu”, disse a presidente, referindo-se ao candidato tucano.

Leia mais: Dilma x Aécio: veja diferenças e semelhanças nas propostas dos candidatos

Ainda no primeiro turno da campanha, pairou sobre o tucano a denúncia de que, quando governava Minas Gerais, teria expropriado terreno de um parente para construção de um aeroporto com dinheiro público. Concluída a obra, a chave do terminal de pouso e decolagem teria ficado em poder desse parente, segundo reportagens publicadas na época.

“Eu gostaria muito que alguém confrontasse um retrospecto da vida...eu não faço mau uso do dinheiro público”, disse a presidente a jornalistas em Minas Gerais, onde foi a candidata presidencial mais votada e viu o candidato do PT ao governo estadual ser eleito em primeiro turno.

“Eu tenho uma prática de uso absolutamente correto dos recursos públicos. E quem me conhece sabe que é assim. A regra é essa.“

A campanha petista tem sofrido com denúncias de corrupção envolvendo a Petrobras, a partir da divulgação de depoimento de ex-diretor da estatal em que detalha suposto esquema de sobrepreço em contratos da empresa e repasse ao PT, PP e PMDB.

Dilma voltou a defender que as denúncias sejam investigadas e disse estranhar seu surgimento durante o período eleitoral.

“Eu tenho uma vida limpa e além de eu ter uma vida limpa, eu tenho tolerância zero com a corrupção”, diz a presidente.

Leia tudo sobre: MANCHETESELEICOES2014DILMACORRUPCAO

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas