Polícia entrega inquérito sobre caso Joaquim

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Delegado declarou que vai denunciar a mãe de Joaquim por omissão e o padrasto por homicídio doloso

Agência Estado

A Polícia Civil de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, entregou nesta sexta-feira (27) o inquérito sobre a morte de Joaquim Ponte Marques, de 3 anos, no mês passado.

Conheça a nova home do Último Segundo

Piton/Futura Press
Natália Ponte, Mãe de Joaquim, deixa cadeia após conseguir Habeas Corpus

O promotor Marcus Túlio Nicolino deve definir se encaminha o processo ou pede novas diligências. Ele declarou que vai denunciar a mãe de Joaquim, Natália Ponte, por omissão. O padrasto, Guilherme Ponte, será denunciado por homicídio doloso.

Padrasto alega inocência: 'Estou preso por um crime que não cometi'

Após um mês, mãe de Joaquim deixa a cadeia sob gritos de 'assassina'

Joaquim, de 3 anos, desapareceu de sua casa em Ribeirão Preto no dia 5 de novembro e seu corpo foi localizado no Rio Pardo, em Barretos, cinco dias depois.

Após um mês, mãe de Joaquim deixa a cadeia sob gritos de 'assassina'

A Polícia Civil trabalha com a hipótese de que a criança, que fazia tratamento contra diabetes, tenha sido morta com uma dose exagerada de insulina. Exames realizados no corpo do menino, no entanto, não detectaram excesso de insulina. Mas policiais alegam que isso já era esperado, porque o hormônio desaparece pouco tempo após ser aplicado.

Leia tudo sobre: brasiligspcaso joaquiminquéritopolíciaribeirão preto

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas