Grupo ligado a Cid Gomes vai deixar PSB

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Saída de Eduardo Campos do governo Dilma irá custar ao partido 40 prefeitos, mais de 200 vereadores, 10 deputados estaduais e quatro deputados federais no Ceará

Agência Brasil
Contrariado, Cid Gomes deixará o PSB

O grupo do PSB do Ceará, ligado ao governador Cid Gomes e formado por 40 prefeitos, mais de 200 vereadores, 10 deputados estaduais e quatro deputados federais, anunciou nesta quarta-feira (25) a saída da legenda, após a reunião extraordinária da Executiva Nacional do partido.

Poder Online: Time de Cid contabiliza debandada do PSB no Ceará

Leia mais: PDT já contabiliza saída de seis deputados

Cid disse ao iG na segunda-feira que estava sendo hostilizado dentro do partido e admitiu pela primeira vez que poderia rever sua posição de permanecer no PSB. O governador foi voto vencido na decisão de entregar todos os cargos no governo da presidente Dilma Rousseff e ficou contrariado com um convite do PSB à sua desafeta, a ex-prefeita de Fortaleza Luizianne Lins.

Poder Online: PT manterá estratégia do ‘morde e assopra’ com o PSB

Ao iG: Cid Gomes reclama de 'hostilidades' e admite que pode deixar PSB

Planalto: Ministro do PSB entrega cargo, mas Dilma pede para esperar

Rompimento: Desejo é por candidatura própria, diz Campos

Leia mais: Cúpula do PT vai avaliar entrega de cargos em governos do PSB

Após duas horas de reunião da Executiva Estadual com portas fechadas, na frente da sede do PSB do Ceará, o presidente da legenda no Estado, governador Cid Gomes recebeu uma ligação telefônica pelo celular da senadora Lidice da Matta (PSB-BA). A conversa foi presenciada pelos jornalistas e Cid esbravejou.

Afirmou que o governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, pediu-lhe para sair "da pior maneira possível". Cid se referia à ligação que Campos fez ontem para o seu principal opositor na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Heitor Férrer (PDT), convidando-o para ingressar no PSB.

Cid recebeu a solidariedade de Da Matta e prometeu deixar o partido ainda hoje. "Ele não só pede assim para eu sair do partido como pede para eu sair da pior maneira possível", repetiu para a senadora, Cid Gomes, referindo-se a Campos.

A decisão será formalizada ao partido em Brasília pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Albuquerque, e pelo prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio. Os dois entregaram hoje à tarde o pedido de desfiliação. 

Cláudio disse que o grupo de Cid sai pela porta da frente do PSB e de uma forma amistosa. "Apresentamos nossa desfiliação de forma amistosa, pois vamos apoiar a reeleição de Dilma", disse o prefeito. Ele ironizou o convite feito pelo PSB para filiar Luizianne, ex-prefeita petista. "Eu sucedi Luizianne em sua trágica gestão, principalmente pela incapacidade de promover mudanças. Normalmente, o julgamento político é feito nas eleições".

Com Agência Estado

Leia tudo sobre: PSBEduardo CamposCid Gomes

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas