Ministério da Justiça atendeu a pedido feito pela bancada do PSDB. João Dias Ferreira afirmou que Orlando Silva recebeu propina

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, determinou nesta terça-feira (18) à Polícia Federal a proteção especial do policial militar do Distrito Federal João Dias Ferreira. O policial denunciou um suposto esquema de corrupção no Programa Segundo Tempo do Ministério do Esporte, que repassa recursos para incentivar práticas espotivas entre crianças de baixa renda.

O ofício solicitando, em caráter de urgência, a proteção especial a Ferreira foi entregue ao Ministério da Justiça pela liderança do PSDB.

A Polícia Federal informou que a proteção será imediatamente concedida assim que Ferreira comparecer à sede da Superintendência do órgão no Distrito Federal e solicitar a segurança. O policial foi convidado a prestar depoimento, porém, até o momento, não compareceu nem apresentou nenhum pedido de proteção.

O Ministério da Justiça informou, em nota, que também entrou em contato com o comando da Polícia Militar do Distrito Federal para que o policial João Dias Ferreira seja apresentado à PF para prestar depoimento e receber a segurança.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.