Veja os principais trechos dos discursos de Barack Obama

Presidente americano é conhecido por seus discursos cativantes e cheios de emoção

iG São Paulo |

Barack Obama é conhecido por seus discursos cativantes e cheios de emoção. Veja abaixo trechos de seus principais pronunciamentos no primeiro ano de mandato.

"Ao reafirmar a grandeza da nossa nação é que nós entendemos que essa grandeza nunca é dada. Ela deve ser conquistada. Nossa viagem nunca foi feita de atalhos ou de compromissos com o que é mais fácil. Não é o caminho para os fracos, para aqueles que preferem o lazer ao trabalho, ou que buscam apenas os prazeres da riqueza e da fama. Pelo contrário. Nossa jornada é feita pelas pessoas dispostas a aceitar riscos que nos levaram até o longo caminho em direção à prosperidade e à liberdade".

Barack Obama, discurso de posse, 20 de janeiro de 2009

"As pessoas de todos os países devem ser livres para escolher e viver sua fé com base na persuasão da mente, do coração e da alma. Essa tolerância é essencial para a religião para prosperar".

Barack Obama, discurso ao mundo islâmico no Cairo, 4 de junho de 2009

"Está claro para todos que, quando se trata de armas nucleares, chegamos a um ponto decisivo. Esse assunto não é simplesmente sobre os interesses americanos. Trata-se de evitar uma corrida nuclear no Oriente Médio, que poderia levar a região e o mundo para um caminho muito perigoso".

Barack Obama, discurso ao mundo islâmico no Cairo, 4 de junho de 2009


"A América não está e nunca estará em guerra contra o Islã. Nós vamos, no entanto, confrontar extremistas violentos que trazem ameaças para nossa segurança porque nós rejeitamos tudo o que as pessoas de todas as confissões religiosas rejeitam: a matança de inocentes, mulheres e crianças. E é meu dever como presidente proteger o povo americano".

Barack Obama, discurso ao mundo islâmico no Cairo, 4 de junho de 2009

"Então, hoje, eu reafirmo claramente e com convicção o compromisso dos Estados Unidos de buscar a paz e a segurança em um mundo sem armas nucleares. Eu não sou ingênuo. Este objetivo não será alcançado rapidamente - talvez enquanto eu estiver vivo. Será preciso paciência e persistência. Mas agora, nós também devemos ignorar as vozes que nos dizem que o mundo não pode mudar. Temos de insistir: Sim, nós podemos."

Barack Obama, discurso em Praga sobre o fim dos armamentos nucleares, 5 de abril de 2009

"Você não pode deixar que suas falhas definam quem você é. Você deve aprender com suas falhas. Suas falhas devem te mostrar o que fazer de diferente da próxima vez".

Barack Obama, discurso transmitido para estudantes, 8 de setembro de 2009

"Chegou o momento para o mundo se mover em uma nova direção. Temos de abraçar uma nova era de engajamento com base no interesse mútuo e de respeito mútuo, e o nosso trabalho deve começar agora ... Nenhuma nação pode ou deve tentar dominar outra nação. Nenhuma ordem mundial que enaltece uma nação ou grupo de pessoas em detrimento de outro terá sucesso".

Barack Obama, discurso na Assembleia Geral da ONU, 23 de setembro de 2009

"É por isso que lutamos. Na esperança de um dia não precisarmos mais".

Barack Obama, discurso no Cemitério Militar de Arlington, 11 de novembro de 2009

"Se eu não achasse que a segurança dos Estados Unidos e do povo americano está em jogo no Afeganistão, eu pediria de bom grado para que cada um de nossos soldados voltasse para casa amanhã. Então, não, eu não tomo esta decisão de maneira fácil. Tomo esta decisão porque estou convencido que nossa segurança está em jogo no Afeganistão e no Paquistão".

Barack Obama, discurso sobre envio de mais tropas ao Afeganistão, 1 de dezembro de 2010

"Temos de começar por reconhecer a dura verdade de que não vamos erradicar conflitos violentos em nossas vidas. Haverá momentos em que as nações - a título individual ou em conjunto ¿ encontram o uso da força não apenas necessárias, mas moralmente justificada".

Barack Obama, discurso de recepção do Nobel da Paz em Oslo, 10 de dezembro de 2000

"Estou menos interessado em passar a culpa para outra pessoa do que em aprender e corrigir esses erros para nos tornarmos uma nação mais segura mais segura, porque em última instância a responsabilidade é minha. Como presidente, eu tenho uma solene responsabilidade de proteger nossa nação e nosso povo, e quando o sistema falhar, é minha responsabilidade".

Barack Obama, discurso sobre segurança nacional, 7 de janeiro de 2010

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG